11ª Conferência dos Direitos da Criança e do Adolescente

13/09/2018

Por: Alessandra Melo Rocha

11ª Conferência dos Direitos da Criança e do Adolescente

Na última quinta-feira dia 30 de agosto os adolescentes do SCFV - Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vinculo participaram da 11ª Conferência dos Direitos da Criança e do Adolescente que aconteceu na Recad - Rede de Atenção à Criança e ao Adolescente, para discutir assuntos de relevância social como a violência contra a criança e adolescente, o racismo, a intolerância religiosa e outros preconceitos presentes na sociedade.

Nessa conferência os adolescentes do SCFV tiveram participação efetiva no processo de organização e realização do evento, desde o cerimonial que foi conduzido pelo adolescente da Região Centro, Bruno Guilherme que apresentou o evento como mestre de cerimônia.

Na mesa de autoridades estavam presentes a Secretária de Assistência Social Caroline Rocha, a presidente do CMDCA Luciana Nogueira, o Conselheiro Tutelar Anderson Aparecido Alves, as adolescentes da comissão organizadora Valéria Luzia da Cruz Dourado da Sociedade Batista de Beneficência - Tabea, que leu um depoimento comovente sobre a importância do tema "Sujeito de direito não é apenas uma palavra, deve ser uma ação. Afinal, o sujeito faz a ação. Este é um momento de reflexão. Isso é ser cidadão, é ser protagonista. Agora é hora de falar, conhecer direitos e lutar por eles" e a adolescente do SCFV da Sodiprom Júlia Gonçalves Souza criadora do logo da Conferencia Livre realizada no mês de junho de 2018, que falou sobre o reconhecimento e agradecimentos pela participação na Conferência.

No decorrer da conferencia tiveram apresentações musicais apresentada pelos adolescentes do SCFV das regiões Centro e Sul conduzidas pelo instrutor de música William Rocha, que trouxe ao palco um nova linguagem da música Trevo e Era uma Vez, seguidos por um coral de vozes acompanhadas por instrumentos de percussão e violão. As apresentações culturais foram conduzidas pelo arte educador William Lima com apresentação de esquetes teatrais que foram escritas pelos adolescentes do SCFV Sodiprom Camp sobre diversidade, intolerância religiosa e bullying e a leitura de poemas ressaltando a importância dos direitos da criança e a presença delas nas políticas públicas do município.

A assistente social, Kely Anchau foi convidada para conduzir as discussões, e trouxe reflexões sobre diversos aspectos relacionados ao tema "Proteção integral, diversidade e enfrentamento das violências". Além disso, foram discutidos temas abordados na 5ª Conferência Livre, que ocorreu em junho e reuniu estudantes de Diadema para abordar questões de políticas públicas da cidade.

"Durante a preparação da 11ª Conferência, desenvolvemos várias ações para contemplar todos os adolescentes. Trabalhamos a proteção integral, a diversidade e a violência. Juntos, podemos pensar em diferentes soluções", contou o arte educador da Organização Civil Sodiprom e membro da comissão organizadora, William Lima.

Fonte: site Prefeitura de Diadema